crisjoshaff@gmail.com

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

Momentos

Busquei na luz prateada da lua... respostas!
Quis encontrar fragmentos que me permitissem compreender...
Sonhos desconjunturados, enigmas insolúveis, palavras partidas...

Eu sou assim...
Triste meu olhar vaga no vazio de mim...
Fetiche que olha para o profundo e insondável fim...

Suspiro de saudade a vacilar desejos...
Memória absorta nos degraus humanos...
Devaneios plenos beijam a face dos meus sonhos...

Esperei-te junto a luz da lua
E o raiar do dia destituiu os meus sonhos
Conduzindo ao intante único da amargura toda.

Despeja a saudade sobre os minutos ásperos...
A solidão adversa aos momentos desejados...
Cobre a luz da lua com a luz das lágrimas...

É noite no meu ser
Queria o raiar de uma nova paixão
Quem sabe um amor no coração!

Queira o gosto de pecado
A cobrir de luzes meu sonho dourado
A matizar de cores a insipidez de agora...

Queria profanar desejos
Elevar-te em beijos
Destituir sonhos e momentos únicos

Estou aqui...
No vazio insondável de um sim
Em busca de pedaços, de sonhos, quem sabe de mim!?

3 comentários:

  1. Olá,querida Neide
    Essa busca de dentro do nosso ser nos deixa mais flexível ao amor...
    O vazio vai passar...
    Bom fim de semana!!!
    Bjs de paz e esperança

    ResponderExcluir
  2. Olá orvalho do céu!
    São coisas da vida!
    Bom final de semana para você!
    Beijos para você!

    ResponderExcluir
  3. Olá Neide,
    Sempre a espera e a saudade ocupando espaços, criando laços...entre o que se é e o que se quer.
    Um belo poema de amor.
    É sempre muito bom vir aqui.
    Um beijo

    ResponderExcluir