crisjoshaff@gmail.com

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Elementos Existenciais


A lua desponta no céu.
As estrelas cintilam como brilhantes coloridos.
Ouve-se apenas a brisa suave,
que sopra o perfume das flores.
Tudo é silêncio...
De repente,
ouve-se algo mais,
 tomada de sobressalto
olho ao meu redor assustada.
Não vejo nada além dos quatro elementos existenciais:
Ar... Terra... Água... Fogo.
O ar, eu o sentia na brisa que trazia aromas silvestres.
A terra sorria às árvores,
cantando a canção da existência,
uma canção incompreendida,
mas demonstrada no vento e no tempo,
que pode colher-se tudo
que se planta,
 pois a terra é eterna e fértil.
A água, em cascata,
descia a montanha,
cintilando o prateado da lua
misturado a escuridão da noite.
O fogo ardia diante dos meus olhos,
como amantes incendeiam-se no calor de seus corpos,
buscando a perfeição
e o ritmo das chamas que luziam na fogueira.
Não se via mais nada,
 apenas o vento,
que como voz do mundo,
soprava palavras que eu não conseguia entender,
não havia ninguém,
e eu então pude perceber
que as palavras vinham de dentro de mim
e sopravam suavemente...
“...Eu sou a luz que clareia a noite escura,
sou a cor mais bela do arco-íris,
 sou o perfume mais suave da sua flor preferida,
sou a brisa que brinca com seus cabelos,
sou o agito das ondas no mar revolto,
 sou a calma das noites de lua,
sou o canto dos pássaros que o vento alteia.
Eu não sou nada...
Ou apenas um grão de areia na praia da existência.
Sou apenas parte do mundo esquecido,
que na verdade encontra-se adormecido sobre sua existência..
Eu sou tão pequeno,
tão humilde, simples e verdadeiro,
que sem mim não haveria sentido
para a existência do ser humano.
Sou tão forte quanto as rochas,
como os diamantes,
como os metais e o fogo.
Eu... sou você... E ele...
Sou os dois juntos...
Eu sou o amor.
O amor que desponta na vida de ambos,
que faz de vocês metade um do outro.
Eu sou o destino que une vocês
e os tornará um só sob bênçãos dos anjos divinos...”
De repente tudo silenciou...
Já não se ouvia nada,
a não ser os mesmos sons,
mas alguma coisa havia mudado em mim.
Eu sabia que não haveria mais nada,
se não houvesse você para fazer parte da minha vida.
Eu tinha plena certeza do amor,
porque nesse sonho me foi revelado todos os outros.
Só haverá outros, se antes houver você...
Queria que através das minhas palavras
você pudesse entender a linguagem
que o mundo nos fala,
basta parar um pouquinho
e ouvir nossos corações.

Nenhum comentário:

Postar um comentário