crisjoshaff@gmail.com

domingo, 5 de fevereiro de 2012

Cisnes prateados

Vou falar-lhe sobre cisnes prateados,
sobre renas, sobre carrilhões...
Vou falar-lhe sobre corpos entrelaçados
sobre noites estreladas desse céu inocente, puro e misterioso...
Vou falar-lhe de corpo e alma...
De olhos nos olhos ...
Tudo o que meu coração mandar,
porque só se tem noção das palavras
quando estas forem ditas e ouvidas pelo coração.
Vou falar-lhe do orvalho que sobre as rosas lampejam
como lágrimas de mulher apaixonada.
Vou falar-lhe do azul sereno e luminoso do amanhecer
que se intensifica com o dia...Azul... Mais azul e mais azul,
nuvens brancas como sonhos, como lembranças,
assim transborda a alegria e a vontade de viver.
Vou falar-lhe do pôr-do-sol,
envolvendo-nos em suaves brisas e suaves rosas.
Fundindo-se numa alma gêmea,
numa alma cósmica,
explodindo em beleza, em cor...
Deixando a noite chegar com a lua despontando,
como que rindo no escuro, f
azendo-nos imaginar que do outro lado do mundo,
o céu está repleto com esse mesmo riso prateado.
Então espero por você.
Espero que você possa entender
e perceber a beleza desse entardecer,
deixando que essa luz que emana de você
seja também parte da alma do mundo,
que busca na simplicidade
a certeza de que os sonhos existem
e são verdadeiras formas de amar.
Para muitos o destino já passou do horizonte,
as sombras reluzentes já desfilaram há muito tempo
e se foram para sempre,
mas espero que o destino tenha-nos reservado muitas alegrias,
porque nós não somos poeira, somos magia.
Vou falar-lhe sobre essa magia...
Uma magia que reflete nos olhos o brilho das estrelas,
que infiltra na alma o perfume da existência.
Que nos faz dançar a alma com a sutileza da brisa...
Um amor imenso que o destino permitiu-nos sentir um pelo outro,
que foi plantado em nosso caminho com simplicidade e sabedoria.
Um amor que nos dá a capacidade de entender um ao outro
pelo menos o suficiente para fazer o triste sentir-se feliz,
porque o amor nos permite ser mais felizes.
Eu vou falar-lhe desse amor que sinto por você,
que me faz desabrochar de felicidade
quando estou nos seus braços,
esse amor que me permite sonhar,
que lampeja no prateado dessa lua bela,
refletindo nas águas límpidas,
que cobrem lentamente a areia,
onde num sonho eu escrevi...
Amo você!

Um comentário:

  1. É muito bom nós termos esses recursos de versos em páginas...show!

    ResponderExcluir