crisjoshaff@gmail.com

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Palavras Eternas

Palavras fazem parte de mim...
Sinto falta delas.
Raiva, às vezes
Por que elas são assim?

Elas são um pouco de sonho,
Um pouco de dor,
Um tanto componho...
Num instante de amor.

Ausência, falta de tempo,
Sem tua voz, tudo se confunde.
No suspiro das asas do vento,
O silêncio que a mim alude.

No olhar que divaga, lágrimas.
De longe... Uma canção.
E não encontro palavras
Nesses reflexos de solidão.

Num sonho, distante...
Emoções vão sendo esquecidas...
Do amor ausente,
Apenas palavras perdidas.

Sonhos efêmeros
No silêncio persiste...
Instantes eternos
Na minh’alma incide.

Sentimento maior...
Em busca de esperança.
Toca pétalas de flor,
Com a inocência de criança.

Palavras escuto,
Palavras proclamo,
Canções... Pergunto:
Por que te amo?

Paixão existe
No brilho da lua.
Lembrança insiste
Na voz do vento, ali na rua.

Solidão, ausência...
No tempo que não se tem
Saudade, paciência
Amor também.

Para suprir a saudade
Só resta-me palavras
Porque na luz da verdade
Só palavras eternas!

Nenhum comentário:

Postar um comentário