crisjoshaff@gmail.com

quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Cadê?

Cadê a menina que fui?
Sinto o frio das despedidas a invadir minha alma...
Sinto-me só, mas não vejo em nenhum dos olhares
que me cercam a certeza do amor de que necessito...

Queria correr para os braços seus
E me sinto tão desorientada,
Tão sem rumo...
Acho que perdi em algum lugar minha identidade...

Cadê você que me recusa seu abraço?
Cadê a estrela que me fez acreditar que eu poderia brilhar?
Onde estão meus sonhos...
E eu, onde estou?

Cadê você que não me escuta?
Que não ouve a voz do meu coração...
Que não percebe as lágrimas de minh´alma
Que não sente a minha tão intensa dor...

Espero por alguém que ainda desconheço
Procuro por quem fui...
Ainda não sei o que restou do passado
Cadê você, onde se esconde?

Estou aqui a espera da transmutação...
Entregue as nuanças multicores dessa nova aurora,
Entre um passado que se deteriora
E um futuro que ainda inexiste...

2 comentários:

  1. Olá, querida
    Esse impasse dói na alma e no coração...
    Nada fica estável para sempre...
    Tem festa no meu blog e selinhos pra vc.
    Bjm de paz e alegria

    ResponderExcluir
  2. Obrigada, mais uma vez, pelo seu carinho...
    Abraços!

    ResponderExcluir