crisjoshaff@gmail.com

quarta-feira, 14 de março de 2012

Contraste


Destino sinuoso cruzou sentidos
O mundo circuncidou voltas longas
E de repente...

Eis que tu apareces diante de mim
Encantando, seduzindo...
Tumultuando...

E as faces se presentificaram
Os segredos vieram à tona
Caímos em sono profundo...

Nos perdemos...
Encontramos direções únicas
E caminhos que se intercruzam...

Quebramos, fugimos...
Atormentamos e fomos atormentados
Nos afastamos...

E eis que de repente...
Surges novamente
Anjo de uma asa só...

Olhares se fundem
Corpos se unem
Desejos explodem...

Eis que agora
Turbilhão... Razão... Emoção
Calmaria afogada nos devaneios...

Estás distante
Continuo só de ti
Petrificada entre o sonho e o idílio...

Encarcerada nos braços da saudade
Libertada das algemas do preconceito
Vivendo e morrendo de amor nos braços teus...

Não toco o teu com o meu olhar,
Mas te sinto dentro de mim
Corroendo as entranhas...

Revirando do avesso
O avesso das formas.
Destituindo e construindo...


Esperanças, medos
Imagens disformes
Contrastes desse amor tão nosso!

Nenhum comentário:

Postar um comentário