crisjoshaff@gmail.com

segunda-feira, 12 de março de 2012

Confissão de amor



O amor que sinto por ti,
não é meramente carnal...
vai um pouco além do corpo
e tantas vezes toca a alma...
Necessita da tua presença,
de tocar e ser tocado
com olhos, mãos, lábios,
com todos os perfumes e sabores.
No entanto sobrevive dentro de mim,
quando a distância se intercala entre nós,
quando nossos olhos anseiam,
mas não se encontram...
Porque sabe que como parte de mim,
tu existes e a qualquer momento
poderá vencer a barreira do tempo e do espaço
e novamente tomar-me nos teus braços.
Esse amor que sinto,
mesmo tantas vezes parecendo-me pouco retribuído,
 correspondido...
impulsiona-me a prosseguir,
mesmo quando tudo tenta-me a desistir.
Meu amor,
cada dia mais,
leva-me além e permite-me ser feliz,
assim como sou nos seus braços.
Meu amor te busca nas minhas longas noites de solidão,
preocupas contigo, sofre por ti,
mas antes de tudo, deseja-te a felicidade,
melhor ainda se puder ser eu a ensinar e a te fazer amar e ser feliz.
Não pense que amar assim é fácil,
pois não é,
é complicado, doloroso,
mas enaltece, amadurece e fortalece nossas almas
na longa trilha da existência.
Nunca acreditei em amores repentinos,
em paixões fulminantes,
 até me deparar contigo.
A partir daí a transformação da alma,
modificou minha maneira de encarar a vida
e até mesmo o pensamento.
Hoje sei que tudo é possível
quando o destino assim determina, 
fostes por Deus escolhido
para fazer parte da minha vida
no desenrolar de mais uma etapa existencial.
Há tantas coisas sobre isto que eu nunca mencionei a ti,
há tantas coisas para dizer que abafo na solidão
e afogo entre teus beijos...
Há tanto que eu gostaria de compartilhar contigo
e acaba ficando esquecido nos poucos momentos que passamos juntos.
Na verdade, nunca paramos para falar de nós,
ou do que sentimos,
ou buscamos um no outro.
Não sei muito sobre ti,
mesmo te amando tanto,
nem sei o que esperas de mim,
mas sinto que mesmo ignóbil,
de olhos vendados,
tu buscavas esse encontro de almas
que se amam, nos corpos que se enlaçam,
nas bocas que se tocam,
nos corações que se misturam.
Esse é o encontro maior,
permitido por Deus a nós meros mortais,
como prova de amor eterno.
O encontro que liberta-nos das prisões mundanas,
Permitindo-nos ir muito além do que os  olhos ou os dedos alcançam.
Meu amor por ti deseja tua presença
mais próxima do corpo, da mente e do coração,
mesmo porque é necessário essa complementação
ansiada por nossas almas,
que é propagada através de nossos corpos,
no entanto mesmo sofrendo na tua ausência,
na distância e nas incertezas,
meu amor sobrevive ao tempo
ansiando por um espaço na tua vida e no teu coração.
Amo-te, como ninguém nunca te amou,
 como jamais imaginei a amar...
Queria muito poder te ter nos braços
e ter certeza de que é verdadeiro o que tu sentes por mim,
queria ter a chance de ensinar-te
 que quando o amor é verdadeiro ele basta a si mesmo,
invade e preenche-nos,
unificando-nos
e nos fazendo sentir ainda mais plenos e inteiros.
Meu amor, antes de qualquer coisa e acima de tudo,
queria que soubesses que o que sinto aqui dentro,
no fundo do coração,
precisa de tempo e espaço para explodir, florir e desabrochar...
Sei que não és meu,
mesmo porque não te quero para mim
e sim junto de mim,
para podermos aprender juntos as leis do amor que Jesus ensinou.
Temos e precisamos de amar a todos como a nós mesmos,
mas isso é impossível quando não sabemos sequer amar.
Estou aprendendo a te amar
E se nos permitirmos  poderemos
aprender a lição mais bela da existência humana um com o outro.
Não penses que minhas palavras são pura demagogia.
Elas são verdadeiras,
sei que talvez te choquem,
ou que tu não as compreendas em verdade,
mas procures perceber nelas a sinceridade
e a simplicidade do que sou,
na essência que tenho na alma
e na sabedoria do que acredito.
Sei que te faço uma confissão de amor,
como nunca fiz a ninguém,
romântica ao extremo
e aos olhos de alguns tola demais,
no entanto eu não consigo mais guardar tudo isso aqui comigo,
precisava desabafar
e te escolhi para me ouvir,
para  em ti deixar explodir minhas emoções,
desabar sensações e sentimentos em teus braços
porque tudo o que sinto não pertence mais a mim
e sim a minh’alma, a alma imortal que somos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário