crisjoshaff@gmail.com

domingo, 3 de março de 2013

Ritual


Neste castelo de sonho
Onde habitam quimeras...
Almejo metáforas, liberto feras
Sem saber se existem de fato...

São muros de palavras...
Janelas de rimas desfeitas...
Por onde vestem fantasias
Arlequins, ciganas, colombinas, piratas?

Batem palmas, estralam os dedos...
Dançam voluptuosamente...
Ao sabor do tempo e do vento...
Serpenteando desejos...

Personificam deuses...
Santificam o profano
Num ritual de amor...
Amantes tocam-se sem se ver...

Dedilham a pele...
Sorvem o suor...
Embebedam-se na paixão...
Inebriam-se de amor...

Buscam sua própria essência..
No sacrário do outro.
Vertem formas, perfumes, sabores...
Quem sabe a representação da quintessência?

Perdidos... Noutra dimensão
Real? Imaginária?
Interplanetária?!...
Caos... Harmonia... Desordem...

Mundos intercruzados...
Portais tridimensionais...
Céu e terra...
Homem e mulher...

Duelo de emoções...
Intensas explosões..
Céu na terra: encontro soberano
Fusão absoluta: sagrado-profano!

Nenhum comentário:

Postar um comentário