crisjoshaff@gmail.com

domingo, 2 de setembro de 2012

Desígnios


Deus é sábio em seus desígnios...

Deu-me a tempestade
Para que saiba o quanto vale a calmaria...

Deu-me a escuridão das horas taciturnas
Para que eu pudesse conhecer a beleza luz...

Deu-me a força das palavras
Para que eu pudesse em versos tocar a alma...

Deu-me a voz do poeta
Para sussurrar em formas o contorno das metáforas...

Deu-me a luz das estrelas
Para me guiar nas minhas noites de angústia...

Deu-me o dourado do sol
Para que eu pudesse ver as cores de suas aquarelas...

Deu-me o perfume das flores
Para que eu pudesse despejá-lo sobre você...

Deu-me você e este sentimento avassalador
Para que eu pudesse conhecer outra forma de amor...

Deu-me você e tirou-me a paz
Para que eu pudesse compreender a dor...

Deu-me você e entre nós interpôs a distância
Para que eu pudesse sonhar sem medida...

Deu-nos a possibilidade do amor
Para que compreendêssemos um ao outro...

Mesmo que nossos olhos jamais se cruzem!

Nenhum comentário:

Postar um comentário