crisjoshaff@gmail.com

domingo, 24 de agosto de 2014

Duvida?

A vida se transmuta em sonhos e sombras
Algumas começam a se delinear
Outras são aspirações improváveis
Impropérios destemperados
Ao nosso redor, derramados...
Duelam-se sensações ignotas
Fantasmagóricas, remotas...
Dentro delas, ecoa uma voz
Um chamado... um pedido...
Resquício de sonho esquecido...
Tantas vezes perdido, esmaecido...
Formas amadas... silenciadas...
Pela secura das escolhas, pisoteadas
Segredadas, encarceradas, afastadas
Sobreviveram ao abandono atroz...
Aos suspiros e gritos do algoz...
Fizeram-se adormecer para, de repente,
Ressurgir, brotar, florescer...
Precisa-se acreditar na esperança
Traçar metas, instigar mudanças
Não há certezas, apenas receios...
A dúvida é o começo da sabedoria:
Não estamos num conto de fadas
Não há final feliz...
Afinal, quem disse que é este o final?


Nenhum comentário:

Postar um comentário