crisjoshaff@gmail.com

sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

Rosa de sentimentos


Revirando-me em cacos,
Percebo pedaços multicores:
Há alguns que perderam sua cor... são cinza...
Outros translúcidos exibem-me por inteiro...
Alguns são pontiagudos e me ferem...
Outros são lisos, densos e seguros...
Possuem forma e significado,
Remetem-me às lembranças,
Presenteiam-me com reminiscências,
Suscitam fagulhas de uma fogueira morta...
As brasas já estão frias,
Foram espalhadas pelo vento da despedida...
No entanto, tudo é efêmero...
E a vida dá voltas..
Transmuta-se, transforma-nos...
Aladamente vejo uma borboleta alçar voo..
É tempo de renovação!
De (re)descobrir a minha própria identidade...
De (re)desenhar e (re)modelar a alma...
Busco a rosa de seis pétalas:
Aureolando-se em torno do amor.
É preciso tocar a fé que se perdeu em nós...
Render-nos a Deus e Seus desígnios,
Buscar  no serviço a luz que afasta nossa escuridão,
Deixar-nos provar da abundância dos sentimentos,
Os quais nos dão a possibilidade mágica de perdoar...
Então veremos nossos obstáculos superados
Pela magia intensa e intrínseca do amor!

Nenhum comentário:

Postar um comentário