crisjoshaff@gmail.com

sábado, 31 de dezembro de 2011

Aniversário


A máquina do tempo mais uma vez gira sua ampulheta...
A areia desenha bons e maus momentos
Há alegrias, lágrimas, muito para ser lembrado...
No entanto, existem fatos, pessoas, lugares...
Que ainda precisam ser vividos, vistos, visitados...

Dentro da ampulheta, há sonhos...
Que preciso realizar.
Há muitos que como areia serão levados pelo vento
Porque quem sabe a verdade é o tempo,
Aquele amigo que exige de nós a nossa própria essência...

Não devemos nos prender à aparência
Porque a beleza se esvai...
As máscaras são destituídas...
Revelam o que escondemos,
Ou nem sequer percebemos...

Na arca da memória, guardo reminiscências,
Sentimentos adormecidos,
Palavras silenciadas pelo olhar...
Emoções apenas sonhadas...
Caminhos entrecortados...

No coração, tenho marcas...
Algumas suaves e doces,
Outras profundas e amargas,
Há aquelas que conseguem mesclar
Profundidade com doçura ou suavidade com amargura.

São tantas minhas cicatrizes...
Indeléveis, únicas...
Algumas se fazem inexoráveis,
Outras se tornam maleáveis,
Diante dos desdobramentos do tempo.

Houve coisas, pessoas, instantes tão insignes...
Que hoje nada significam...
Há outros tantos
Que embora não imaginados
São tudo que tenho ou sou...

Hoje é meu aniversário...
Dia que já me deixou imensamente feliz...
Dia que já carregou imensas frustrações...
Dia que antecede a virada de um novo ano...
Um dia como outro qualquer...

Não é o dia em especial...
Somos nós que o fazemos assim...
Desenhamos momentos memoráveis,
Escrevemos nossa história,
Vivenciamos...

Hoje é dia de celebrar...
Não apenas o dia escolhido por Deus para mim,
Mas o fato de poder vencer os desafios...
De permanecer aqui, lapidando sonhos...
Construindo o ser que somos...

Hoje é um dia comum...
Um dia que se abriu diante do meu olhar...
Que me permitiu sorrir, que me fez chorar,
Mas que antes de tudo possibilitou-me...
Estar aqui...

Hoje é dia de agradecer
As dádivas, os amigos, a família...
Há esperança brilhando no âmago do coração
E isso me faz acreditar na possibilidade
De encontrar, em algum lugar...A felicidade!

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Imagens, vozes e palavras


Faz dias que sua imagem perturba minha lembrança.
Insiste em aparecer nos meus sonhos...
Mudo e de olhar distante...
Rezo por você...
Para que seja feliz...
Eu ainda estou tentando saber
O que é ser feliz...
Será que o sou?
É um estado ou um fato?
Ainda não consigo entender 
O porquê de tantas coisas...
Ainda não consigo remexer o passado
E retirar você, afinal há uma lembrança intocável.
Você ainda é real em mim...
Você ainda faz parte dos sonhos...
Da mesma forma que se esvai 
Na fumaça das despedidas,
Queria arrancar tudo isso de dentro de mim...
Mas me vejo vulnerável...
Preciso ser  algo que ainda não sei o que é...
Quero ir embora...
Mas ainda não sei para onde...
Tenho medo de ver você diante de mim...
E sua face se misturar ao real...
Que se faz em marcas, em palavras, em vozes
O que sobrou do que eu acreditava ser?
O que sou?
Quem sou eu a me olhar no espelho?
Dentro de mim,
Guardo inviolavelmente...
O olhar que me fez  descobrir
Que posso mudar o meu caminho,
Que posso escrever uma nova história,
Só preciso de imagens...
Só preciso de vozes e
Também de palavras...

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

Lua


Os raios prateados da lua
Como pássaros voam,
Varrendo a chuva do céu...
Medos se descortinam
Soltando pensamentos ao léu...

Perfumes desabrocham....
Nas pétalas coloridas
Das flores perdidas,
Das lembranças preferidas,
Que nos sonhos desvaneceram...

 Nos alhures distantes,
No orvalho brilha
A lápide do sol...
O fogo dourado em trilha,
Sedução em corações ardentes.

Nascente que a vida
Desperta e encanta.
Adormece o poente...
Na alma, a esperança canta
Uma noite bem vinda!

Noite que vem...
Repleta de luz ...
Irradiando emoções,
Despontando em outrem...
Inúmeras sensações...

Como brilhantes,
Flores reluzem nos corações,
Chove pérolas inconstantes
No jardim das ilusões...
Arco-íris, cores mil em ponte.

Dos sonhos fugazes,
Permanecem lembranças,
Desilusões e adversidades.
Dos amores plausíveis, nuanças...
De contornos ausentes.
                                                        
Como pesadas plumas,
Levando do passado
Um sopro pesado...
E do futuro... 
Um sonho dourado!

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Mensagem de Natal


Os anjos, célebres observadores etéreos
tocam e entonam clarinetas, clarins e trombetas.
Ressoa a canção mais cândida entonada
por esses insignes guardiões do destino,
da sabedoria e do amor.
Guardiões celestes e divinos
que do alto nos espionam,
revelando a Deus todos os nossos anseios,
medos, falhas, virtudes...
Num tempo distante,
onde o pensamento mal consegue tocar,
porque é muito difícil compreender claramente,
quão sublime foi cada minuto
que Jesus passou na Terra,
como menino, como homem, como ser humano...
Cada um de sua forma, de várias maneiras,
revive ou pelo menos festeja essa data
ao lado dos seus e mais intensamente ainda dentro de si.
Por isso é que buscamos enfeitar árvores,
para que assim como elas
possamos enfeitar nossos corações
com a luz das estrelas
ou pelo menos refletir no brilho das estrelas
todo o esplendor que se revive nessa data.
Gostaria eu de poder expandir minhas palavras
através de minhas emoções
para que você pudesse entender
ou até mesmo sentir a dimensão de tudo que estou dizendo.
Gostaria que nesse instante,
você pudesse olhar para o céu salpicado de estrelas...
e como eu armar uma árvore no seu coração
e nela dependurar as estrelas de todos os seus amigos.
Que possamos dependurar na árvore do nosso coração
todas as estrelas que já passaram pela nossa vida
e que não nos esqueçamos
que a principal, a mais alta, bela e perfeita estrela é Jesus,
que renasce na gruta de nossos corações
nesse noite de natal,
abençoando nossa árvore com amor e felicidade.
Precisamos acreditar no papai Noel dos sonhos,
que leva até os outros alívio,
conforto, fraternidade, amor aos corações daqueles
que não percebem a importância de cada um
perante o mundo.
Precisamos elevar a Deus preces fervorosas,
Suplicando-Lhe, todos os nossos desejos, anseios
e que seja abençoada a realização de cada minúcia sonhada,
de cada pequeno gesto conquistado no coração de alguém.
Contudo, eu, nesse momento,
quero fazer desta simples mensagem de natal,
a mais forte e intensa maneira de elevar a Deus
as minhas preces e pedidos.
Nesse instante, eu peço a Deus
que olhais por todos as estrelas
que enfeitam nesse natal a árvore do meu coração,
que abençoe você, sua família e a todos que você ama.
Pois felicidade, é poder fazer alguém feliz,
é poder dividir a nossa felicidade com alguém,
é ver quem amamos feliz.
Eu sou feliz pelo simples fato de poder contar
com você como estrela na minha árvore,
como pedaço do meu coração,
como parte da minha vida.
Agradeço a Deus por tudo que pude viver neste ano,
por cada momento grande e pequeno
que pude presenciar junto daqueles que amo,
por todos que já passaram por mim
e deixaram em meu coração suas lembranças.
Peço a Deus que não esqueça
de olhar pelos nossos sonhos porque
“o futuro pertence àqueles
que acreditam no futuro de seus sonhos”.
O Natal se aproxima de nós
e Deus está mais perto do nosso coração,
os anjos escutam nossos pedidos.
Eleve preces e louvores a Deus,
pedindo todas as bênçãos dos céus 
e que você de uma maneira especial
receba o maior presente dado a um ser humano...
A felicidade!
Feliz Natal e um Próspero Ano Novo!


terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Missão


Irmão da luz, que ouve as palavras do coração,
encante o vazio com os rascunhos de sentimento,
risque no seu ambiente
as cores que pirilampam em sua alma...
Seja benevolente e puro de coração,
entoe o louvor
e sonhe com a paz no mundo...
Cumpra a sina e deixe-se viver...
Escute os sinos que hipnotizam a alma,
fazem parte da divindade
da mística forma de ser humano...
Olhe ao seu redor,
há tantos mistérios...
Esperando para serem desvendados...
Acredite na magia que há dentro de você mesmo,
proclame nos desígnios que oconferem
a sacrossanta divindade de existir...
Foi escolhido para galgar degraus inatingíveis
e perpassar caminhos dificultosos,
mas em meio as pedras sempre haverá rosas...
Rosas perfumadas
e também espinhos...
As lágrimas lavarão a alma
e purificarão o seu coração
para que possa antes de tudo e acima de todos
merecer as bênçãos redentoras do Pai Maior...
Escute o chamado do teu coração,
eleve-se, proclame em suas palavras
a maravilhosa face de Jesus...
Que em radiante luz se apresenta diante de você...
Não desamine, nem fraqueje...
Porque a você foi conferido a missão de lutar...
Não tem espada, nem aparente arma humana...
Tem a palavra, imortal, real, viva...
Como fonte de tudo, razão de tudo...
Como ponte para exaltar e ser exaltada...
Fortaleça-se na fé e prossiga...
Suas flores rescendem perfumes
e mesmo que espinhos o firam...
Haverá sempre uma gota de orvalho divino
para aliviar as suas dores,
Acredite que não estás só,
há mais presença em seu coração e em sua vida
Que palavras em suas mãos pequenas...
Esperamos muito de você...
Confiamos a você o poder das palavras...
e sabemos que você as guardará
no recôndito perfeito e profundo da alma...
Estamos aqui, ouvindo seus segredos e amarguras...
O Pai Maior lhe confere essa missão
e o espera de abraços abertos
para o retorno de seus louros e glórias.

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Estrelas e Flores


O poeta que sou busca na luz das estrelas
a luz que não consegue tocar...

Busca na canção dos rouxinóis
a tonalidade perfeita...

Busca nas flores
O perfume supremo...

Mas de que adianta desejar as estrelas
Se nem mesmo as flores eu consigo ter?

De que adianta cantar as canções mais plausíveis
Se não posso ter a liberdade dos rouxinóis?

De que adianta a perfeição
se somos tortos, inacabados?

De que adianta buscar as palavras certas
Se não são suficientes para falar de amor?

Nada, nem mesmo as estrelas e as flores
podem preencher o vazio que tua ausência traz...

Tudo me falta porque tu me faltas...
Nessa dualidade, revivo e sobrevivo...

Pois tu estás em tudo...
Até no vazio e no silêncio..

Tu estás verdadeiramente em mim...
Invadiu a mente e se alojou no coração!